Páscoa judaica – O que é

   

Como funciona a Páscoa Judaica

A religião Judaica tem uma série de feriados e celebrações que coincidem com as celebrações católicas, no caso da páscoa, que para os católicos celebra a ressurreição de Jesus Cristo, para os judeus, a páscoa judaica, é a celebração que fala do Êxodo do Egito, quando os hebreus fugiram do Egito, deixando para trás a escravidão e a exploração, cruzando o mar vermelho, e durante este período ficaram viajando pelo deserto em sua fuga, até encontrarem um outro local para se estabelecer, no caso a Terra Prometida, então este é um feriado conhecido como Pessach, que se traduz em português como Passagem, que representa esta nova etapa do povo hebreu e marca esta tradição judaica desde as 10 pragas que assolaram o Egito e protegeram os filhos de Deus.

Páscoa judaica

De acordo com o calendário oficial, as datas do Pessach ou Passagem são diferentes a cada ano, mas sempre acontecem em março/abril, este ano, por exemplo, começará no dia 25 de março, segunda feira e continuará até o dia 02 de abril, totalizando 8 dias de celebração, este, assim como alguns outros eventos da religião Judaica, é um período de bastante reflexão onde apenas os alimentos próprios são permitidos durante todo o período do Pessach, por isso muitas famílias escolhem passar este feriado com todos os parentes reunidos em apenas uma casa, muitas vezes com o patriarca da família, e diferente do que acontece na tradição católica o chocolate, os ovinhos e o coelho não fazem parte da celebração da Passagem, bem como aquele almoço envolvendo comidas fermentadas, mas mesmo assim existem alimentos específicos que devem ser consumidos em respeito à tradição Judaica, como o Matzah, um pão feito sem fermento, lembrando que durante a fuga, passagem ou peregrinação dos hebreus eles não tinham tempo para aguardar o pão ter fermentado e assim apenas comiam uma massa simples porém suficiente para alimentar todo um povo.

Páscoa judaica - O que é4

Esta celebração de páscoa é muito importante entre as famílias Judaicas por se tratar de uma época que une as famílias para lembrar a libertação dos hebreus da escravidão, quando viviam sob o domínio dos Egípcios, mal se alimentavam e sofriam muito por não poderem ficar com suas famílias, então esta época é mundialmente celebrada por Judeus, sejam eles ortodoxos ou não ortodoxos, durante estes 8 dias, se alimentando apenas dos pratos permitidos, chamados kasher, seguindo as tradições e aproveitando todos os momentos em companhia da família, realizando os rituais de celebração como manda a Bíblia, como por exemplo, relembrar a história dos escravos e sua busca pela liberdade, comer o Matzah, beber vinho, e contar histórias religiosas sobre toda a história dos Judeus através dos séculos, mas para que os oito dias que marcam o Pessach estejam perfeitos é necessário realizar uma grande limpeza pela casa semanas antes do feriado Judeu, por que a residência deve estar livre de qualquer produto contendo fermento, esta limpeza se assemelha muito a tradicional limpeza da primavera, que no hemisfério norte é feita nesta mesma época para comemorar a primavera, que é a precursora da páscoa católica.

Páscoa judaica - O que é5

A história por detrás da celebração do Pessach, pode ser encontrada na Bíblia no livro de Êxodo, e foi um evento real porém com significados muito mais complexos que foram passados de geração em geração e hoje são celebrados por meio de rituais que ocupam os oito dias desta história de libertação, e para que a ideia da escravidão de seu povo não se perca, todos os anos a reflexão sobre esta liberdade adquirida a tão duras penas é contada e experimentada por cada judeu pelo mundo inteiro, a reflexão é essencial e por isso durante os dois primeiros dias do Pessach é realizado o Sêder, que significa ordem e hebraico, que é um apanhado de pequenos passos ritualísticos realizados pelo condutor, que deverá recitar o kidush, e em seguida todos os participantes deverão lavar as mãos, ritual chamado de Urcháts, depois se segue o antepasto onde é recitada uma prece específica, e após isso será feita a divisão do Matzah, que deve ter sido feito em casa especialmente para esta celebração, e sobre a partilha do Matzah é recitada a história de como este é o pão da pobreza que foi consumido pelos antepassados durante a escravidão no Egito.

Páscoa judaica - O que é3

Em meio a mais rituais e bênçãos a primeira noite do Pessach se segue com o apoio da família e a guia do condutor que deverá determinar os momentos apropriados para beber o vinho, lavas as mãos, se alimentar do marror, e a ingestão do sanduiche composto pelo Matzah e o marror, sempre recitando as bênçãos apropriadas é claro, mas não pense que a comemoração do Pessach é sem atrativos, pois após os ritos cerimoniais a família poderá se alimentar do banquete especialmente preparado para este evento, que consiste apenas dos alimentos permitidos, ou seja kasher, que não violam nenhuma lei imposta pela Bíblia Judaica, estes alimentos são deliciosos e preparados segundo antigas tradições como bife suíço, bolo de carne, bolinhos de frango, cozido de frango e legumes, crepes de peixe, filés de salmão, macarrão, cozido de maçã e repolho, kneidelach, chrein, schnitzel recheado, tcholent de frango, e também existem receitas doces, para alegrar as crianças como bolo de mandioca, bolo de nozes, geléia de pêssego, laranja verenya, panqueca doce de batatas, papos-de-anjo, pudim de claras, quindim de coco, rocambole, sequilho de polvilho doce, torta de peras, bolinhas de charosset.

Páscoa judaica - O que é2

Para quem está com dúvidas sobre a sequência dos rituais que envolvem os dias de Pessach, poderá acessar este link com o Guia Pessach 2013 e seguir a ordem que está disposta ali, pois cada dia deve ser feito um ritual diferente, neste guia é ensinado às famílias judaicas o passo a passo para realizar o Pessach, por exemplo, como preparar a cozinha e a casa, as compras que deverão ser feitas para a celebração da Passagem, além de um roteiro para que a família saiba o que esperar nos dias que antecedem o feriado Judaico, mas para quem ainda tem duvidas é recomendado se dirigir a um rabino que atende à sua família, assim você certamente poderá realizar a cerimônia sem  nenhuma complicação.

Gostou do post? Então cadastre-se e receba novidades!

Digite seu email:

Tem algo a dizer sobre isto? Então comenta!


WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates