Evitar o refluxo

   

Como evitar o refluxo

Comum em todos os seres humanos o refluxo é uma sensação desagradável, mas você pode aprender a evitar o refluxo, ele se dá com sintomatologia biológica ou não com causas pré definidas ou simplesmente ocorridas devido a um simples mal estar, devido a uma ingestão de substancias em excesso ou mesmo com um prazo de validade de ordem e em condições adversas ao nosso paladar e nossa capacidade gastrointestinal.

Normalmente manifestada pela regurgitação, e uma sensação de que algo sobe de nossa “barriga” até nossa garganta e nos leva a um “desespero” e uma indisposição ruim. O refluxo comum desde o inicio da vida, desde os primeiros dias, ainda na fase bebê e que requer um grande cuidado e preocupação, principalmente depois da alimentação materna de leite, ou mesmo quando já se está se alimentando normalmente.

Nesta fase os cuidados são muito necessários e preocupantes, já que as crianças não sabem reclamar nem se defender, e um vômito com o retorno pode afetar a vida da criança para todo o sempre se lhe faltar oxigenação, e mais ainda, pode até levar a morte.

Durante este período, manter a criança, o máximo de tempo em posições de lado na cama ou no bebê conforto é um dos cuidados mais comuns, e viver tanto o pai como a mãe ou qualquer outra pessoa da casa, criar uma rotina de sempre de tempos em tempos curtos, períodos de5 a10 minutos olhar a criança e ver se tudo está bem.

Após as refeições, sejam diurnas ou noturnas o ideal, é colocar o bebê para “arrotar” é só depois colocá-lo para dormir, e mais ficar próximo dele nos primeiros minutos pós amamentação.

Mas não só as crianças e bebês sofrem com este mal, os adultos também de forma freqüente se expõe e acabam sofrendo deste problema.

Como evitar o refluxo na idade adulta, é mais fácil e vai além dos cuidados de outros, qualquer pessoa pode fazer valer e se cuidar com atitudes e mudanças de ordens práticas.

Evitar deitar-se após as refeições é uma maneira de se evitar o refluxo se este lhe vem acometendo há tempos. Muitos dirão, que sempre fizeram isto e nada de indisposição ocorreu, é devido ao fato de não ter a doença nem os sintomas. É muito difícil não desejar descansar deitado após o almoço, mas que precisa e sofre deve lutar contra esta magnífica “preguiça”.

Como já vimos o refluxo pode ser causado pelo excesso, então ao invés de rapar os pratos e panelas, divida a quantidade de alimentos, e faça mais refeições, que além de evitar o refluxo, melhora seu metabolismo e mais, evita a obesidade.

Manter o pescoço num patamar acima do resto do corpo na posição de deitado, e com a barriga para cima, ajuda também nos efeito e sensações que a indisposição e o refluxo nos condiciona.

Alguns conselhos no que diz respeito a alimentos e horários, também devem ser considerados.

Comer e deitar a noite são um ato comum, mas que pode dar causa ao refluxo.

Se entupir de refrigerantes, cafeína, chocolates deliciosos e até mesmo hortelã in natura, podem aumentar e influenciar na atividade causadora do refluxo.

Frituras comidas gordurosas que são uma tentação, e ainda alimentos apimentados, juntos ou em separados, dão causa aos refluxos, então lutar e evitá-los ao máximo é o que devemos fazer, mesmo tendo de abrir mão de seus gostos e preferências, mas não conseguirás manter suas preferências, nem descobrir outras se afetar em demasia a sua saúde.

A acides dos alimentos também ajudam a aumentar o desconforto e manifestar os sintomas do refluxo, então deve ser evitado.

Alimentos comuns em nossa refeição diária tais como cebolas, repolhos refogados ou em salada, e brócolis, também potencializam os efeitos maléficos causados pelo refluxo, evitá-los é necessário e importante, mas como tudo sempre é possível fazer exceções, mas com cuidados e de forma vigiada.

Outra atividade que se deve evitar é a união do leite com a gordura, por exemplo, tomar leite acompanhado de um pãozinho com muita manteiga ou margarina, a indisposição é inevitável e o refluxo certo.

O ideal mesmo para se manter longe dos problemas do refluxo é procurar cuidados médicos, seguir a risca a dieta passada por este profissional, e com isso alcançar uma condição de vida bem mais agradável e salutar.

Importante é não confundir a azia e má digestão, com o refluxo. O refluxo é uma enfermidade recorrente, já a azia e a má digestão tem a ver com uma situação pontual de desconforto, e muitas vezes causados pelos excessos ou cansaço e estresse do nosso dia a dia, e ainda por um tempero carregado que não lhe caiu bem.

Alimentos que exigem mais de nosso organismo podem nos causar desconforto, mas não significa que sofremos de refluxo, só um profissional qualificado, e com os exames necessários podem identificar e garantir a moléstia ou não.

Há tratamento, e este se não levar a cura, pode com certeza oferecer uma melhor condição de vida, e uma melhora no seu cotidiano, sem sofrer tanto, e nem ao menos padecer desta moléstia lhe evitando fazer prazerosas coisas e atividades em sua vida, tal qual o ato de se alimentar e as refeições necessárias para sua vida.

Em casos extremos, o paciente ou a pessoa que sofre, pode até mesmo dependendo da inflamação causada pela existência do refluxo em seu organismo, impedir até mesmo a ingestão de alimentos, podendo com isso causar males de ordens físicas e psicológicas muito perigosas.
A obesidade potencializa e aumenta os traumas, o que em deveras vezes prejudicam o tratamento em busca da cura. A reeducação alimentar, as mudanças na rotina, atividades físicas regulares, ajudam no melhor condicionamento dos pacientes e dos que sofrem com esta moléstia, mas sempre é bom e salutar ter um acompanhamento médico adequado.
O uso do álcool, e o consumo do tabaco, também são fatores de risco e que motivam o surgimento e o aparecimento do refluxo, ingestão de água e líquidos durante as refeições também ajudam nos sintomas desta doença, e ainda o próprio vestuário influencia, roupas apertadas demais, causam desconforto e este evolui para um quadro clinico mais complicado em termos medicinais e de saúde.

Gostou do post? Então cadastre-se e receba novidades!

Digite seu email:

Tem algo a dizer sobre isto? Então comenta!


WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates